domingo, 9 de janeiro de 2011

... do ano novo ....

Senti farta emoção ao perceber que este seria o ano das realizações e das grandes mudanças na minha vida.
Parece até frase decorada de um horóscopo qualquer, mas não é, adentro 2011, sem muitos pedidos, afinal recebi muitas coisas neste último trimestre de 2010, e foi assim porque sei que hoje tudo o que quero não é só para mim. Carrego comigo a semente de um amor tão dedicado, que faço questão de tê-la aqui juntinho de mim dividindo cada gota d'água para num futuro próximo já estar habituada a ceder, dividir e compartilhar, não me privar de ser o que seremos sendo juntos.
Não direi que não pedi, fiz pedidos imateriais, daqueles que nem com todas as fortunas do mundo os terias, daqueles que recebemos do vento, do mar, das águas, da terra, do céu ... 
Comi lentilha e fiquei levemente enjoada, as uvas não tinham os caroços para a simpatia tradicional de final de ano, custei a entender que carrego em mim o que há de mais importante. O amor que nos alimentará e conduzirá durante este generoso ano que se inicia.
Axé! 

2 comentários:

Lucas disse...

Parabéns pelo blog!
Texto ótimo!
Que neste ano todos os seus almejos se concretizem!
Beijos
Por: http://quaddronegro.blogspot.com/

Luciana Milena disse...

Amei o seu blog, Gal !!!
Muito bom...já estou seguindo!!
Um xêro.